Interesses do Nacional “não foram totalmente salvaguardados”

Redação

Ricardo Pestana, adepto do Nacional, considera que os interesses do clube “não foram totalmente salvaguardados”, numa reação à notícia avançada esta terça-feira na edição impressa do JM, dando conta de um possível despedimento coletivo no emblema alvinegro.

Considerando que se trata de um tema que “obriga a cuidados mais profundos”, o adepto preferiu guardar um comentário mais alargado para depois de ouvir a direção do clube sobre o futuro, algo que deverá acontecer na reunião de Assembleia Geral de 27 de maio. Diz assim querer “perceber até onde pretende esta direção chegar com esse processo”.

Ricardo Pestana lamenta que, para além do facto de que o Nacional “não tinha a equipa ideal para uma I Liga, e culpamos quer direção quer treinador pela composição do plantel, mais desagradados ficamos quando tomamos consciência de que, afinal, não foram totalmente salvaguardados os interesses do clube, ao nível dos prazos dos contratos assinados pelos atletas”.