Jorge Simão vê Boavista "sedento de pontos" na receção ao Marítimo

Lusa

O treinador Jorge Simão disse hoje que o Boavista “está sedento de pontos” e que jogar bem é o caminho para a concretização desse objetivo, na antevisão da receção ao Marítimo, da 17.ª jornada da I Liga de futebol.

Jorge Simão referiu que o Marítimo, atendendo ao que observou nos últimos jogos dos insulares, é uma equipa “perigosa” e de “características diferentes, ao nível comportamental”, dado que está “virada para ataques rápidos e contra-ataques”.

O treinador relativizou a posição que ambas as equipas ocupam na tabela classificativa, na qual o Boavista é 14.º classificado, com 16 pontos, e o Marítimo 15.º, com 14 – sendo o primeiro clube acima da linha de despromoção –, considerando que tal nem sempre é condizente com o futebol praticado.

“O que me interessa é a minha equipa. Que jogue com rigor e continue a somar pontos”, explicou Jorge Simão, considerando que o Boavista “já fez, esta época, jogos muito bons, tanto ou melhores do que com o Sporting de Braga, e também não somou três pontos”.

Jorge Simão considerou, tendo como referência o jogo da última jornada, com o Sporting de Braga, que, apesar da derrota por 1-0, o Boavista deixou uma boa imagem e que “jogar bem é o caminho para somar pontos”.

“Jogando da forma como jogámos [frente ao Sporting de Braga] estamos mais perto de ganhar. Jogar de forma eficiente é mais eficaz para somar pontos, pelo que estamos no caminho certo”, considerou.

O jogo com o Marítimo assinala o regresso de Petit ao Bessa, uma casa que conhece bem e está nas suas raízes, enquanto jogador e treinador, e Jorge Simão fez questão de recordar isso mesmo.

“[Petit] tem a sua história marcada neste clube. Isso é um facto incontornável. Dar-lhe-ei as boas-vindas ao Bessa e um abraço pela dor que teve pelo falecimento do pai. Começando o jogo é mais um adversário como todos os outros”, disse.

O médio Fábio Espinho, que saiu lesionado na receção ao Vitória de Setúbal, continua fora das opções de Jorge Simão para o jogo de sábado com o Marítimo: “Não está em condições e poderá continuar sem estar em condições por mais algum tempo”, revelou Jorge Simão.

O treinador ‘axadrezado’ rebateu, uma vez mais, que a equipa do Boavista seja dura, do ponto de vista disciplinar, mas defendeu que “enquanto tiver onze para ir à luta, vai com tudo”.

O Boavista, 14.º classificado da I Liga, com 16 pontos, recebe no sábado o Marítimo, 15.º, com 14, em jogo da 17.ª jornada da prova, última da primeira volta, no Estádio do Bessa, com início às 20:30.