Treinador com uma atitude louvável no jogo União-Juventude de sub 12

Paulo Graça

O treinador da equipa `azul amarela`, Jorge Correia, chamou o seu jovem atleta e pediu que este enviasse a bola para fora da baliza na marcação de uma grande penalidade que tinha sido inexistente.

O jogo de sub 12 entre o União e o Juventude AC, disputado no passado fim de semana, fica marcado pela atitude de `Fair Play` do treinador da equipa azul amarela, Jorge Correia, numa altura em que a sua equipa beneficiou de um penálti.

Ao que parece e segundo alguns adeptos no local, a falta puniu injustamente a ação de um jovem jogador do Juventude e, em acto contínuo, o treinador do União de sub 12 chamou o seu atleta e ordenou que este propositadamente enviasse a bola para fora. Até o árbitro da partida ficou surpreendido com a atitude, pois tinha sido ele o causador da situação, ao marcar um penálti `fantasma`.

Uma atitude que mereceu vários aplausos e muitas ações felicitações pela atitude que teve, ainda por mais num escalão de futebol de formação.

Jorge Correia é, atualmente, treinador dos escalões de formação do União, há já dois anos, foi jogador profissional e fez toda a sua formação no CS Marítimo. Jogou em vários clubes dos nacionais de futebol sénior, entre eles o Câmara de Lobos e o Nacional. Uma atitude louvável que só se tornou pública devido a um pai de um jogador do Juventude que referiu o assunto numa página desportiva que acompanha o futebol jovem regional. Um exemplo a seguir.