Líder dos Super Dragões condenado a 480 horas de trabalho comunitário

O líder dos Super Dragões foi condenado hoje pelo Tribunal de Oliveira do Bairro a um ano e quatro meses de prisão, substituídos por 480 horas de trabalho a favor da comunidade, pelo crime de atentado à segurança rodoviária.

Em causa estão confrontos entre adeptos do FC Porto e do Benfica em 2015 numa área de serviço de Oliveira do Bairro, altura em que Fernando Madureira mandou parar um condutor de um autocarro que o transportava, e a outros elementos da claque, para provocar os benfiquistas que estavam na zona.