United esteve aflito para bater Rostov mas seguiu em frente com Lyon, Schalke e Anderlecth

Lusa

Lyon, Schalke, Manchester United e Anderlecht asseguraram esta quinta feira o acesso aos quartos de final da Liga Europa em futebol, mas os ‘red devils’ sentiram grandes dificuldades para superar os russos do Rostov.

Um golo do internacional espanhol Juan Mata "carimbou o passaporte" do United para os quartos de final, mas a equipa orientada por José Mourinho não mostrou ter soluções ofensivas para ultrapassar o ‘bloco baixo’ e a organização defensiva do Rostov.

Só na segunda parte é que conseguiu chegar ao golo, aos 70 minutos, numa altura em que os russos se mostravam mais afoitos nas saídas para o ataque, em busca do golo que lhes daria a passagem da eliminatória, mas valeu aos ‘red devils’ duas intervenções cruciais do experiente guarda-redes argentino Sergio Romero.

O Lyon confirmou o bom momento que atravessa o futebol francês, depois do apuramento do Mónaco para os quartos de final da Liga dos Campeões e da eliminação do Paris Saint-Germain frente ao FC Barcelona apenas nos instantes finais da eliminatóriana, e conseguiu afastar o atual segundo classificado da liga italiana.

Depois da vitória caseira por 4-2, o Lyon deu um passo de 'gigante' para a continuidade na prova, ao inaugurar o marcador logo aos 16 minutos, pelo médio Mouctar Diakhaby, com uma cabeçada na sequência de um cruzamento para a área romana, o que obrigava a Roma, desde logo, a marcar três golos para seguir em frente.

É verdade que os italianos restabeleceram a igualdade no minuto seguinte, pelo holandês Kevin Strootman, mas ficaram ainda a dois golos do objetivo e o melhor que conseguiram foi ganhar o jogo graças a um autogolo do médio do Lyon Lucas Tousart, aos 60 minutos.

Algo surpreendente foi a eliminação do Borússia Moenchengladbach perante o Schalke 04, depois do 1-1 registado na primeira mão em Gelsenkirchen, tanto mais que chegou ao intervalo a vencer por 2-0, com golos do central dinamarquês Andreas Christensen e do médio Mahmoud Dahoud, aos 26 e 45+2 minutos.

No entanto, o Schalke ‘não atirou a toalha ao chão’ e na segunda parte conseguiu anular a vantagem do Borússia, com golos do médio Leon Goretzka e do argelino Nabil Bentaleb, aos 54 e 68 minutos, golos que colocaram a equipa nos quartos de final da prova, a despeito do assédio final dos locais.

Finalmente, o Anderlecht, que partiu para a segunda mão numa posição mais ou menos confortável fruto do triunfo por 1-0 em Chipre, deparou com dificuldades que não constituíram uma surpresa dado o valor do APOEL, que na eliminatória anterior deixara pelo caminho os espanhóis do Athletic Bilbau.

Um golo do médio ganês Franck Acheampong, aos 65 minutos, confirmou a passagem dos belgas aos quartos de final perante um adversário que ‘vendeu cara’ a eliminatória.

Nos jogos do final de tarde, o Besiktas, de Ricardo Quaresma, o Celta de Vigo e o Genk já tinham 'carimbado' a passagejm aos quartos de final.