Queda impede Miguel Oliveira de lutar pelo pódio

Miguel Oliveira foi hoje protagonista de uma estrondosa corrida no GP da Áustria. O jovem piloto de Moto2 da Charneca de Caparica partiu da terceira fila da grelha na 8ª posição, envolvendo-se, nas primeiras voltas, numa luta com Brad Binder, seu companheiro de equipa, e Francesco Bagnaia, que o fizeram perder tempo para o grupo que liderava a corrida.

Após conseguir ultrapassar os adversários, o piloto fez uma sequência de voltas rápidas que lhe permitiram não só alcançar o grupo líder, mas também ser o melhor em pista, ao recuperar os quase três segundos de desvantagem que o separavam desse grupo.

Quando faltavam apenas cinco voltas para terminar, Miguel Oliveira perdeu aderência da roda traseira na curva oito e não conseguiu evitar a queda, que ditou o abandono da corrida.

O jovem piloto da Red Bull KTM Ajo foi transportado ao hospital do circuito para exames médicos, que ditaram estar apto para correr.

“Foi uma corrida muito positiva. Consegui encurtar a distância para o grupo da frente, que se distanciou nas primeiras voltas. A cinco voltas do final, vi que podia lutar pela vitória. Depois das dificuldade que tivemos nos treinos em afinar a moto, foi muito importante este passo. Lamento pela queda, felizmente não tenho nada partido, mas estou um pouco dorido. Amanhã temos agendado um teste neste circuito, vamos ver se me sinto em condições de rodar”, comentou Miguel Oliveira.

O piloto ocupa agora a quarta posição do campeonato do mundo, com 133 pontos, separado apenas por 30 do espanhol Alex Marquez.

A próxima corrida para a equipa da Redbull KTM Ajo será em Silverstone, no Grande Prémio britânico, que decorre entre 25 a 27 de agosto. No entanto, amanhã terão um dia de testes no Red Bull Ring.

JM