Luís Freire quer segurar quinto lugar e uma vaga na Taça da Liga

Lusa

O treinador do Nacional, Luís Freire, deseja dar sequência aos bons resultados em Portimão, segurando o quinto lugar na I Liga portuguesa de futebol e uma vaga na Taça da Liga, em jogo da oitava jornada do campeonato.

O Nacional vem de uma recente vitória para a Taça de Portugal, ante o Casa Pia (3-2, após prolongamento), que alinha no segundo escalão, enquanto o Portimonense foi eliminado da prova pela União de Leiria (1-0) e Luís Freire reconheceu a importância de trabalhar sobre resultados positivos.

"É sempre melhor vir de uma vitória, ainda para mais com uma bela resposta por parte de toda a gente. É muito melhor trabalhar assim e estamos a preparar-nos para nos apresentarmos bem com o Portimonense", assinalou.

Apesar de o Portimonense estar no último lugar da tabela classificativa, muito longe do quinto posto ocupado pelo Nacional, o treinador do clube insular está ciente das dificuldades que terá de ultrapassar.

"O Portimonense é uma equipa com muitos bons jogadores, com um treinador que já esteve em grandes clubes, em Portugal e não só, e é muito experiente. Será um jogo muito importante para as duas equipas, porque embora o Portimonense esteja num ciclo menos positivo, nós queremos muito ganhar para continuar o que temos estado a fazer, manter o quinto lugar e confirmar a presença na Taça da Liga, mas sabemos que será preciso sofrer", sublinhou.

O técnico assegurou que uma presença na Taça da Liga é um grande aliciante para o grupo de trabalho: "Era bonito que uma equipa que ainda agora veio da II Liga conseguisse ir à Taça da Liga. Era fantástico para nós e temos esse aliciante", reforçou.

A carreira da equipa até ao momento deixa o técnico dos madeirenses satisfeito. "Temos sido competitivos em todos os jogos", afirmou, observando que em Portimão não será diferente, com o Nacional a "querer assumir o jogo, ter bola, ser reativo e defender organizadamente".

O Nacional enfrenta uma semana difícil, com dois jogos e viagens em pouco tempo. Luís Freire reconhece essa dificuldade, mas está esperançado numa boa resposta por parte da sua equipa.

"Têm sido dias cansativos, mas queremo-nos apresentar bem física, mental e taticamente e para isso é preciso um esforço árduo de toda a gente. Até as equipas grandes, quando têm jogos tão próximos, não conseguem dar uma boa resposta e nós para a darmos, teremos de estar a um nível muito alto", retorquiu.

O Nacional, quinto, com 10 pontos, desloca-se no domingo ao Estádio Municipal de Portimão, a partir das 15:00, onde defrontará o Portimonense, 18.º colocado, com quatro pontos, em partida relativa à oitava jornada da I Liga portuguesa de futebol, que será arbitrada por Gustavo Correia da associação do Porto.