Ex-jogador do FC Porto condenado a mais de três anos de prisão

Lusa/Redação

O jogador de futebol mexicano João Maleck foi condenado na sexta-feira por um tribunal a três anos, oito meses e 15 dias de prisão por cometer um duplo homicídio agravado num acidente de viação.

Para além da pena, o antigo jogador de Sevilha e do FC Porto terá de pagar uma indemnização no valor de 143.000 dólares aos familiares do casal que morreram em junho de 2019.

Relatórios da imprensa mexicana indicam que Maleck poderia ser libertado da prisão se pagasse a indemnização, que seria garantida por uma apólice de seguro sobre o veículo que despenhou o futebolista no ano passado.

O agressor de 21 anos foi considerado culpado de duplo homicídio na sexta-feira passada, após uma longa audiência na qual os juízes estatais da prisão de Puente Grande determinaram que era responsável pela morte do casal Fernanda Peña e Alejandro