AMO-TE

Sim, AMO-TEatro! É a melhor designação para a Amostra de Teatro da Madeira. O meu primeiro contacto com o Festival, organizado pelo Teatro Experimental da Camacha, através da Casa do Povo da Camacha, em 2011, foi algo do género: “Olha que porreiro! Uma série de peças de teatro de tal a tal data com grupos de cá e outros que vêm de fora. O hall de entrada com um tom artístico… Tá bem pensado, sim, senhores!” A partir daí, ano após ano, passei a assistir, sempre que possível, aos espetáculos promovidos pelo “AMO-TE”. Era um privilégio ter acesso a trabalhos artísticos tão ricos e tão diversificados na Região. Confesso que quase não lia as sinopses. Assistia, e pronto! Se está na programação do AMO-Teatro, só poderá ser interessante! Sabia que seria surpreendida, que a peça de sexta-feira iria levar-me à peça do sábado, à do domingo ou à da segunda-feira (e por aí fora), pois acontecem em dias consecutivos, o que torna tudo único e intenso. Garantidamente, teria boas conversas sobre o que tinha “visto” em palco, e havia uma grande possibilidade de criar uma opinião sobre algo que nunca tinha sequer pensado.

O Festival AMO-TEatro traz-nos espetáculos alternativos, diferentes que tanto podem acontecer em salas de espetáculo como em espaços improváveis (lembro-me de uma peça que aconteceu na arrecadação de um estabelecimento comercial). O AMO-TEatro é o que é, graças às várias pessoas que, desde a primeira edição, “partiram pedra” e se dedicaram ao teatro para que esta arte tivesse espaço, relevo e impacto na vida cultural da Região. São 10 anos em que o Teatro foi conseguindo o carinho do público madeirense, das diversas entidades e empresas que apoiam o Festival e que tornam a Madeira num local de renome Nacional para fazer-se teatro.

Este ano, ao colaborar com a organização, o meu entusiamo tornou-se maior! De 22 a 31 de março haverá magia, micropeças, teatro de rua, em forma de poesia visual, teatro interventivo, comédia, drama, teatro infantil e para toda a família. Ao todo são 23 espetáculos! Contaremos com a participação de grupos regionais que merecem, e muito, o reconhecimento do público: Associação de Teatro Experimental do Funchal; Associação Cultural e Recreativa do Espírito Santo - Porto Santo; A TAL; Teatro de Machico; Teatro Feiticeiro do Norte (no Balcão Cristal, um espaço tão intimista e especial); Teatro Experimental da Camacha; Teatro Bolo do Caco e a Associação O.A.A.S.S. - OLHO-TE. Do continente, teremos o Zé Mágico; Curtas de Teatro Fora de Portas, Magia Abrangente (com Rita Ribeiro, aquela atriz conhecida!); Teatro SÓ e Baal17. No hall de entrada da Casa do Povo da Camacha estará a instalação artística do Clube Lix’ART, da EB23 Dr. Alfredo Ferreira Nóbrega Júnior e, no dia da abertura, a promessa na música, João Pedro Ferreira, que irá presentear-nos com obras da sua autoria.

Ficou atordoado com tanta variedade que nem sabe para que lado se vira? Acompanhe a promoção do Festival, ao seu ritmo, na Página do AMO-TEatro na rede social Facebook, ou através da comunicação social, ou fale com pessoas que são ferrenhas do “AMO-TE”. Pode ser mais cauteloso e analisar criteriosamente os espetáculos que irá assistir, como poderá deixar-se guiar pelos atores que estarão em cena.

De algo estamos certos: o Teatro deverá ser de todos e para todos. E é por isso que AMO-TEatro!