Confrontos violentos envolvendo a polícia agitam ruas de Joanesburgo

José Luís da Silva - Correspondente em Joanesburgo

Confrontos violentos, envolvendo a polícia, levaram ao encerramento ao trânsito de algumas das principais artérias de Joanesburgo, na África do Sul, nomeadamente as ruas Jeppe, Troye, Delvers e Von Wielligh.

Tudo terá começado com uma acção policial visando alegados estabelecimentos ilegais, para apreensão de artigos contrafeitos, narcóticos e armas ilegais.

Joanesburgo parece uma cidade que perdeu o norte da segurança e se transforma lenta e progressivamente num antro de criminosos onde os assaltos se sucedem incessantemente e os seus autores, operam muito à vontade e impunemente, mercê de uma polícia que se revela impotente para cumprir a sua missão.

Neste quadro, ocorreu um novo assalto à mão armada na agência de viagens portuguesa, Lusoglobo, levado a cabo por homens empunhando pistolas. Roubaram um montante em dinheiro, computadores, telemóveis e outros valores. Foi o segundo assalto no espaço de três meses.

Na parte sul da cidade, foi observada outra ação criminosa quando um agente policial foi atingido a tiro nas proximidades do Centro Comercial do Glen por um ocupante de uma viatura que passou junto ao polícia. Minutos depois, veículos policiais passaram a pente fino a área, detetando o veículo com o autor dos disparos que se pôs em fuga tendo a polícia empreendido uma perseguição de cerca de 10 quilómetros, acabando por imobilizar a viatura e deter os os energumenos nas proximidaders do do centro comercial, Mall of The South.