Ajuda humanitária para a Venezuela chega à Colômbia

Iolanda Chaves

A primeira fase de ajuda humanitária à Venezuela teve início na Colômbia e foi anunciada por Juan Guaidó nas redes sociais.

O primeiro carregamento, segundo o presidente interino disse, chegou ao Centro de Acopio, em Cucuta, na Colômbia.

Trata-se de alimentos e outros bens de primeira necessidade conseguidos através de um trabalho moroso que envolveu diversas ONG - Organizações Não Governamentais, igrejas, sociedade civil, militares e diversas entidades da comunidade internacional.

Num video partilhado no Facebook, Guaidó diz que este é apenas o princípio e que mais apoios chegarão à Venezuela a partir do Brasil e das ilhas do Caribe.

Seguir-se-á a chamada 'fase de entrada' e depois 'a fase 3 de distribuição', um trabalho que o autoproclamado presidente espera que decorra com a maior transparência e eficácia.

"A Assistência Humanitária virá para todos os venezuelanos, sem qualquer distinção ou discriminação política. Que o usurpador não se atreva a roubar comida e medicamentos, da mesma forma que roubou os sonhos e oportunidades do povo venezuelano", afirma Juan Guaidó.

O presidente agradece a ajuda e apoio à luta que está a desencadear e apela à participação de voluntários.