PJ de Macau detém 37 suspeitos de organizarem esquema de levantamento ilegal de dinheiro

Lusa

A Polícia Judiciária (PJ) de Macau anunciou a detenção de 37 pessoas por alegadamente introduzirem em Macau terminais de pagamento automático da instituição financeira Union Pay que permitiria o levantamento ilegal de dinheiro, utilizando cartões da China continental.

De acordo com o portal Macau News, o porta-voz da PJ, Leng Kam Lon, afirmou na quarta-feira que cerca de 1,2 mil milhões de yuans (153 milhões de euros) foi levantado ilegalmente através deste esquema.

Segundo a PJ, a instituição financeira terá perdido quase 2,4 milhões de yuans (cerca de 305 mil euros) com esta prática criminosa.

As modificações dos terminais de pagamento automático da instituição financeira Union Pay teriam como objetivo o levantamento de grandes quantias de dinheiro para ser jogado nos casinos do território e, desta forma, pagar menos taxas durante a transação.

Segundo Leng, 21 pessoas foram detidas em Macau na segunda-feira, enquanto outras 16 foram detidas em várias cidades da China continental no mesmo dia.

Durante as buscas foram apreendidos, entre outras coisas, vários terminais de pagamento automático e cerca de cinco milhões de dólares de Hong Kong (555 mil euros) em dinheiro.

O portal Macau News noticiou ainda que a PJ congelou cerca 25 milhões de dólares de Hong Kong (2,8 milhões de euros) em salas de jogo VIP num dos casinos do território.