Paulo Cafôfo anuncia reforço de serviços consulares em Estugarda no fim de visita à Alemanha

Lusa

O Governo vai reforçar os serviços consulares na Alemanha, com prioridade para Estugarda com mais três funcionários, revelou o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, que não excluiu analisar o pedido para abertura de um escritório em Munique.

O secretário de Estado termina hoje uma visita que iniciou em 27 de fevereiro para contactos com as comunidades portuguesas e lusodescendentes na Alemanha, sendo um dos destaques o acompanhamento do serviço prestado pelos postos consulares.

“Temos estado a evoluir na melhoria dos serviços”, introduzindo por exemplo o centro de atendimento local para as pessoas poderem fazer o acesso por telefone ou por 'e-mail', declarou à Lusa Paulo Cafôfo, mas é preciso continuar, reconheceu.

“Está já dada a autorização para o reforço de recursos humanos, nomeadamente em Estugarda, onde teremos já neste ano, o reforço de mais de três funcionários”, anunciou o secretário de Estado.

Dos cerca de 240 mil portugueses inscritos na rede consular na Alemanha, quase metade estão concentrados em Estugarda e Dusseldorf, daí a prioridade, explicou.

A comunidade portuguesa na Alemanha tem-se mantido estável, com exceção de Munique, onde está a crescer, com “graduados e no âmbito de empresas e negócios”, avançou o secretário de Estado que, por isso, prometeu não excluir o pedido feito por conselheiros da comunidade portuguesa para a abertura de um escritório consular naquela cidade.

“Vamos ter que fazer avaliações para ver se se justifica ou não. A nossa preocupação agora é não ampliar a rede antes de tornar mais eficiente e eficaz a que temos”, mas “não invalida estudar esse pedido”, disse nas declarações à Lusa.

O secretário de Estado das Comunidades assinou um protocolo sobre o ensino integrado do português em Hamburgo, quis conhecer o trabalho do associativismo e também o empreendedorismo, com a visita à empresa Sul Portugal, fundada por cidadãos portugueses, dedicada à distribuição e comercialização de produtos nacionais, entre outros contactos.

Além de encontros com a comunidade, o relacionamento com as autoridades nacionais e locais de zonas de maior concentração de portugueses e lusodescendentes foi outro destaque nesta visita.

Nesses contactos começaram a ser delineadas as comemorações, no próximo ano, dos 60 anos da data em que o Estado alemão assinou com vários países, incluindo Portugal, acordos para a ida de trabalhadores com contratos de trabalho para a Alemanha.

“Vamos organizar eventos onde se realce a importância desta comunidade”, conjuntamente com a embaixada de Portugal, revelou Paulo Cafôfo à Lusa, referindo o interesse que as autoridades alemãs mostraram em participar.

“É transversal a perceção das autoridades locais do contributo que os portugueses têm dado para o desenvolvimento deste país e das suas características pessoais de trabalho, de honestidade e de confiança”, realçou.

O secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, a quem se juntou neste programa de trabalho na Alemanha desde quinta-feira o secretário de Estado da Segurança Social, Gabriel Bastos, visitou Berlim, Hamburgo, Osnabrück, Düsseldorf e Estugarda.