Morreu Dina Gonçalves, referência do ensino na África do Sul

José Luís da Silva, correspondente em Joanesburgo (África do Sul)

Dina Gonçalves, professora e diretora do estabelecimento de ensino do 3.º ciclo e secundário Jeep High School for Girls, uma das mais emblemáticas, antigas e prestigiadas escolas da África do Sul, faleceu ontem em Joanesburgo vítima de doença prolongada.

A docente, que deixou agora o tablado da vida em consequência de doença grave e incurável, foi considerada em 2019 a melhor diretora da província de Gauteng e ficou em segundo lugar a nível nacional porque o Ministério da Educação teve de fazer uma escolha baseada na discriminação positiva.

Nascida em Santarém, cresceu em Joanesburgo e formou-se em matemática. A professora Dina Fernandes, era uma pessoa vibrante, com muito entusiasmo e gozava de alto prestígio, estima, respeito por parte de colegas e alunos por colegas e estudantes.

Durante a sua direção da Jeep High School for Girls, este estabelecimento de ensino foi que mais formou estudantes que vieram a destacar-se nas universidades e academias do país com um sucesso quase inigualável.

A sua morte provocou profunda consternação entre os seus antigos alunos, colegas e amigos, na comunidade portuguesa em geral, especialmente em Joanesburgo, e principalmente junto de Carlos Gomes da Silva (na foto com a docente), Coordenador do Ensino de Português para a África do Sul, Botsuana, Essuatini, Namíbia e Zimbabué.

Pela escola onde lecionou e dirigiu, passaram milhares de alunos com raízes na Ilha da Madeira, especialmente os residentes na área de Malvern e arredores.