Faleceu segundo madeirense baleado em estabelecimento na África do Sul

Edna Baptista

Faleceu, hoje, o segundo madeirense que tinha sido baleado num estabelecimento situado em Germiston, Ekurhuleni, a 15 quilómetros a leste de Joanesburgo, na África do Sul, a 14 de maio.

Recorde-se que, conforme noticiou oportunamente o JM, quatro homens irromperam, pelas 17h00, no estabelecimento em causa, disparando contra dois madeirenses que geriam aquele negócio.

Os indivíduos abriram fogo contra os proprietários do estabelecimento denominado Valuations, atingindo mortalmente Gilberto Domingos, 63 anos, natural da Madeira, que não resistiu aos ferimentos causados pelos vários projéteis de arma de fogo, acabando por falecer no local.

Mário Tavares, também madeirense e primo e sócio do proprietário, também ficou gravemente ferido após ter sido alvejado com duas balas, tendo sido helitransportado para uma unidade hospitalar, onde foi submetido a uma intervenção.

No entanto, o madeirense acabou por falecer esta segunda-feira.

O Fórum Português já manifestou o seu profundo pesar, endereçando “as mais sentidas condolências à família enlutada” e repudiando o ato criminoso.