Venezuela: São três as rotas para viajar para Portugal após o encerramento do espaço aéreo

Delia Meneses

Após a decisão do governo venezuelano de prorrogar o encerramento do espaço aéreo até 11 de fevereiro, as três opções para viajar para Portugal são rotas longas e caras.

A comunidade portuguesa na Venezuela estava a depender dos três voos comerciais da transportadora portuguesa TAP marcados para dezembro, nos dias 15, 17, 22 e 29 e que agora não vão poder realizar-se.

David Pinho, que dirige uma agência de viagens em Caracas há mais de 30 anos, lembra que os voos da TAP nos dias 15 e 18 já estavam lotados e os dos dias 22 e 29 tinham bastante passageiros.

"Tive muita gente com a TAP e com a Air Europa, mas esta última só vai regressar à Venezuela em fevereiro. Ainda não sabemos o que vão fazer estas pessoas que já compraram o seu bilhete, estamos aqui à espera do que vão decidir", disse Pinho.

Talvez devido a estas novas restrições do espaço aéreo, encerrado por mais três meses, o Consulado Geral de Portugal em Caracas anunciou a realização de um novo voo especial para o próximo dia 30 de novembro, que será o quinto organizado pelas autoridades portuguesas.

"Tem muita gente a pedir voos de repatriamento", confirmou Pinho. A demanda é alta. São mais de 800 pessoas na lista de espera do Consulado e a capacidade do avião da TAP que vai partir no dia 30 de novembro é de 296 lugares.

Três alternativas

Atualmente, as operações aéreas comerciais na Venezuela só são permitidas com as nações que o Governo classificou como irmãs: Turquia, República Dominicana, México, Irão e Panamá.

Uma das opções para chegar a Portugal é através da República Dominicana, uma tarifa que varia entre os 900 e os 1.000 euros. Em Santo Domingo a ligação é feita com Madrid e depois com o Porto ou Lisboa. Pinho explica que, neste caso, é necessário usar duas companhias aéreas e fazer o check-in em Santo Domingo. Na volta para a Venezuela é preciso pernoitar na República Dominicana, daí os custos sobem.

Viajar para Portugal via Panamá é ainda mais caro. A rota Venezuela-Panamá custa pouco mais de $300 e a ligação a Portugal com a Iberia ou Air Europa ronda os 700 ou 800 euros. Neste caso a pessoa deve pagar entre 1000 a 1100 dólares, só ida. Também deve fazer o check-in no Panamá. Outra desvantagem dessa ligação é que o retorno envolve passar uma noite no Panamá.

Leia tudo na edição impressa de hoje do JM.