Lusodescendente premiada internacionalmente

Marco Sousa

Elizabeth Vieira, lusodescendente, nascida na Venezuela, veio para a Madeira aos 9 anos onde integrou o ensino básico. Seguiu-se um percurso escolar de sucesso que culminou num galardão internacional.

O trabalho da também gestora de marketing – num dos maiores órgãos de comunicação social a nível nacional - foi distinguido com o Prémio de Melhor Dissertação de Mestrado, no congresso internacional ICIEMC (International Conference on Innovation and Entrepreneurship in Marketing and Consumer Behaviour).
A dissertação “Descodificação da receção dos anúncios publicitários, em diversas plataformas: a abordagem do neuromarketing”, da autoria de Elizabeth Vieira, recebeu, na passado dia 13 de novembro, o prémio de Melhor Dissertação de Mestrado em Marketing e Publicidade.
A quarta edição do certame, organizada, este ano, pelo Instituto Superior de Contabilidade e Administração da Universidade de Aveiro, visou distinguir trabalhos académicos (papers e dissertações/teses de mestrado/doutoramento) na área da Inovação e Empreendedorismo em Marketing e Comportamento do Consumidor.

“Projeto foi desafiante”

A ex-aluna da Escola Superior de Comunicação Social estava notoriamente satisfeita em declarações prestadas ao JM.
“Eu fiquei muito orgulhosa até porque, passado um ano, percebo que o projeto não morreu, que continua a trazer conhecimento não só para a Academia, mas também para o mercado”, enalteceu.
Para além disso, “foi um projeto muito desafiante”, confessa-nos, acrescentando que a área que conhecimento que foi alvo de estudo [Neuromarketing] “é pouco abordada em Portugal”.
“Num primeiro momento, a Academia achou que eu nem sequer iria conseguir realizar a tese em Portugal no tempo que tinha. Estávamos a concorrer com teses de doutoramento e teses de outras áreas e outros patamares. Estar a concorrer com uma tese de doutoramento que esteve 5 anos a ser produzida o que, em relação a uma tese de mestrado que só tem um ano para ser produzida, acabou por ser muito bom”, concluiu visivelmente agradada.