Novo voo de repatriamento agendado para o dia 4 de novembro

Marco Sousa

Confirma-se assim a informação avançada pelo JM aquando do último voo de repatriamento organizado por Portugal e que foi responsável por trazer 190 cidadãos com destino final na Madeira. Este será o quarto voo organizado pelas autoridades portuguesas.

O Consulado-Geral de Portugal em Caracas informou, através de comunicado, que “está a ser organizado um voo de regresso a Portugal para o próximo dia 4 de novembro (quarta-feira), visando levar unicamente cidadãos portugueses e outros cidadãos de países da União Europeia com residência legal e comprovada na Europa”, pode ler-se no documento.
Cada bilhete para o quarto voo de repatriamento organizado pelas autoridades portuguesas, terá um custo de 798€, e terá, com certeza muitos interessados, muitos com destino final na Madeira. Recorde-se, aquando do terceiro voo de repatriamento, Rui Abreu, diretor regional das Comunidades e Cooperação Externa, havia avançado, que existiam 490 pessoas, em lista de espera, inscritas no Consulado e a aguardar repatriamento para território luso, das quais 210 eram madeirenses.

Teste é obrigatório

No comunicado do Consulado é ainda possível ler que “a todos os passageiros que não apresentarem teste PCR efetuado 48 horas antes do embarque será efetuado um teste PCR à chegada ao aeroporto de Lisboa com um custo de 100€.
Os cidadãos portugueses interessados deverão contactar o Consulado até às 9h do dia 21 de outubro enviando para o endereço eletrónico do mesmo, a cópia do passaporte português, cópia do passaporte venezuelano (se tiver dupla nacionalidade), residência em Portugal ou noutro país da União Europeia, indicar a residência na Venezuela e deixar os respetivos contactos.
Recorde-se desde que o espaço aéreo venezuelano se encontra fechado, já foram repatriados da Venezuela cerca de 400 cidadãos com destino final na Madeira.

Leia tudo na edição impressa de amanhã do JM.