Mulher detida no Funchal e levada a casa para cumprir quarentena domiciliária

Uma cidadã brasileira residente na Madeira foi ainda há pouco detida num supermercado no Funchal por não estar a cumprir com a quarentena.

Segundo apurou o JM, a mulher chegou no domingo à Madeira e não respeitou a quarentena que estava sujeita. Uma pessoa sua conhecida terá avistado a mulher nas compras num supermercado e avisou a PSP, que apanhou a mulher pouco tempo depois. Uma testemunha ocular confirmou, também, ao Jornal que a mulher andava a dizer naquele espaço que tinha chegado do Brasil e que lá não era preciso realizar a quarentena.

A PSP foi prontamente ao local e identificou a mulher, confirmando que o nome constava daquelas pessoas que devem cumprir quarentena.
Duas viaturas da PSP estiveram no local e tomaram todas as providências na atuação, facilitando uma máscara para a mulher usar enquanto era abordada. Foi transportada a casa e as diligências prosseguem com informação à autoridade de saúde.

Fonte policial confirmou ao JM que foram feitas diligencias num supermercado no Centro Comercial Anadia, a uma cidadã estrangeira residente na Madeira, mas evitou confirmar se vai ser aberto algum processo de desobediência.