Resgate de homem que terá ficado soterrado envolve trabalho minucioso (imagens)

Duas corporações estão atualmente na britadeira que pertence à Brimade na qual um operador de uma escavadora terá supostamente ficado soterrado na sequência de queda de pedras. As operações requerem um trabalho minucioso, sendo que os bombeiros têm de efetuar uma levada paralela e tomar todas as precauções de forma a prevenir a queda de outras pedras.

Segundo apurado pelo JM no local, a escarpa é muito acentuada e a zona está limitada. O presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Gouveia, esteve na zona a inteirar-se da situação.

Os responsáveis pela empresa Brimade prestam o seu apoio a distribuem águas pelos presentes.