Praticante de Base Jumping estaria há dois dias na Madeira

O homem de nacionalidade americana, na casa dos 40 anos, que faleceu esta tarde no Porto da Cruz, Machico, estaria afinal a praticar Base Jumping, uma modalidade na qual as participantes se atiram de grandes alturas com recurso a um para-quedas que, neste caso, não terá aberto.

O esclarecimento foi feito ao JM por um colaborador na área do parapente que conhecia a vítima.

Segundo relatado ao Jornal, o americano veio numa ocasião anterior à Madeira e decidiu regressar há dois dias para explorar esta atividade e desfrutar da natureza insular.

A operação de resgate está a ser coordenada pelo Subcentro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo do Funchal e o Serviço Regional de Proteção Civil da Madeira que estão a avaliar a linha de ação a tomar. Os bombeiros estão a tentar aceder à vítima. A Polícia Marítima, Bombeiros Municipais de Machico e Proteção Civil estão também no local.