Plenário dos motoristas afeta carreiras dos Horários do Funchal

Foram muitos os utentes dos Horários do Funchal que se viram afetados pela realização do plenário dos motoristas, que decorre esta tarde, entre as 14h30 e as 17h30.

Um dos utentes, José Rodrigues, funcionário dos CTT, explicou ao Jornal que houve atrasos em muitas das carreiras e algumas nem se realizaram.

"Costumo apanhar o autocarro das 16h00 para casa, mas hoje não consegui porque não houve. Não há 'placards' a informar sobre o plenário e as pessoas estavam à espera dos autocarros e acabaram por sair prejudicadas", afirmou.

Contudo, a situação parece já estar a ser regularizada. "Entretanto, chegou uma camioneta com sete ou oito motoristas", esclareceu.

Decorre neste momento o plenário de motoristas, em que se discute o pré-acordo entre o Sindicato Nacional de Motoristas (SNM) e a administração dos Horários do Funchal, relativo às propostas de aumentos salariais do Sindicato dos Trabalhos Rodoviários e Atividades Metalúrgicas da Região Autónoma da Madeira (STRAMM). O sindicato madeirense propôs aumentos salariais de 12,154% para uns trabalhadores e de 1,7% para os restantes, situação que o SNM repudia, considerando existir discriminação.