Denúncia de cães maltratados leva GNR e CMF a uma casa no Monte

Iolanda Chaves

A GNR confirmou este domingo ao JM que “a Câmara Municipal do Funchal está a monitorizar” a situação de um grupo de cães (supostamente sete), no Monte, com sinais de magreza extrema.

O caso, ilustrado com imagens de cinco desses cães no pátio de uma casa, foi denunciado sexta-feira passada na rede social Facebook, num grupo dedicado a ocorrências envolvendo animais, como se tratando de uma situação de negligência.
O desabafo da cibernauta, responsável pela publicação, deu azo a alguns lamentos, mas também a denúncias junto das entidades competentes, nomeadamente a GNR e a Câmara Municipal do Funchal, conforme ficámos a saber através de um dos comentários publicados.
De acordo com o referido comentário, feito por alguém que quis acalmar os mais preocupados fazendo um ponto da situação, a GNR e funcionários da autarquia foram ao local, onde tiveram oportunidade de constatar que, apesar de terem água e comida, os animais não estavam a comer.
Ao abordarem o dono dos cães, as referidas entidades terão também chegado à conclusão de que os animais têm as vacinas em dia e estão chipados, ou seja, têm toda a documentação em dia, colocando de imediato a hipótese de estarem doentes.
Dirofilariose poderá ser a maleita de que padecem, pois é uma doença que causa magreza, por mais que os animais comam.
Acrescenta a mesma fonte que o tutor foi intimado a levar os cães ao veterinário urgentemente, e será visitado novamente esta semana pelas autoridades competentes a fim de verificarem a situação.
“Neste momento foi tudo o que foi possível fazer. Vamos aguardar o desenrolar da situação”, refere o mesmo interveniente na discussão.