FC Porto abandonou hotel e interrompeu festa do título devido a incêndio

Um incêndio deflagrou ontem na casa das máquinas da unidade hoteleira em Espinho, local onde estava instalada a equipa do FC Porto, qu celebrava a conquista da I Liga portuguesa de futebol.

De acordo com o CM, o fogo começou devido ao lançamento de uma tocha para dentro da garagem do hotel que pegou fogo a um carro, obrigando os hóspedes a serem retirados e reunidos em frente ao hotel. Sérgio Conceição e a equipa do FC Porto também vieram para a rua e acabaram por abandonar a unidade hoteleira onde estavam em estágio.

Dada a gravidade do caso, os militares da GNR - com ajuda de alguns membros da claque, incluindo Fernando Madureira - procederam à retirada das centenas de adeptos que ali se encontravam e foi definida uma zona de segurança até à chegada dos bombeiros.

Este sinistro envolveu um total e de 41 operacionais e 13 viaturas, incluindo equipas médicas que assistiram meia dezena de pessoas que se sentiram indispostas.

Depois de decidir que não havia condições para ali pernoitar, o O FC Porto decidiu saiu pelas 2h30, rumo ao Porto Palácio. O incêndio foi dominado pouco depois das 1h30.