PSP deteve carteiristas que operavam no Cabo Girão

Redação

O Comando Regional da Madeira da Polícia de Segurança Pública comunicou, esta quinta-feira, que, através da Esquadra de Investigação Criminal de Câmara de Lobos, foram ontem intercetados no Miradouro do Cabo Girão dois indivíduos estrangeiros com 46 e 58 anos, respetivamente, suspeitos da prática de vários crimes contra a propriedade, nomeadamente furtos por carteirista.

Recorde-se que esta situação figurou esta quarta-feira nas primeiras páginas do seu JM, que dava conta da atuação de dois ladrões disfarçados de turistas naquele ponto de interesse.

No comunicado emitido hoje pela PSP, é avançado que “atentos ao súbito aumento de furtos por carteiristas em alguns locais turísticos, foram efetuadas diligências policiais direcionadas para a deteção dos presumíveis suspeitos”.

“No referido Miradouro, os polícias verificaram a chegada de uma viatura de rent-a-car com dois indivíduos, caracterizados como normais turistas, os quais de imediato tentaram misturar-se com os vários grupos de turistas que já se encontravam no local. Em ato contínuo, um dos suspeitos aproveitou um momento de distração de uma turista idosa para tentar abrir o bolso exterior da mochila que a mesma trazia às costas, contudo, devido aos movimentos da idosa e após alerta de uma das guias turísticas que se apercebeu do que estava a acontecer, o suspeito desistiu do seu intento e rapidamente tentou abandonar o local juntamente com o outro indivíduo, tendo sido ambos abordados à saída pelos polícias”, pode ler-se na mesma nota.

“Confrontados com os factos e após rápidas diligências investigatórias, foram recuperados e apreendidos vários objetos e valores monetários que serão fruto da atividade ilícita desenvolvida por ambos, nomeadamente, diversas quantias monetárias em diferentes moedas estrangeiras, várias carteiras, óculos de sol, pulseiras, porta-chaves e outros objetos pessoais”, adita ainda.

Ambos os suspeitos foram constituídos arguidos e sujeitos a termo de identidade e residência.

O Comando Regional da PSP Madeira aproveita a ocasião para relembrar a importância de dar conhecimento imediato às autoridades policiais sempre que existe notícia de um crime, possibilitando assim o rápido desenvolvimento de diligências que conduzam ao sucesso das investigações, identificação dos seus autores e recuperação do produto furtado.