Turistas questionam ausência de meios aéreos

Paulo Graça e Joana Sousa

Turistas assistiram esta tarde, junto à Pousada dos Vinháticos, à evolução do fogo. Ao JM, perguntaram a razão da ausência dos meios aéreos.

Por que razão não não utilizam meios aéreos no combate a este incêndio? A pergunta foi feita à equipa de reportagem do JM por um grupo de turistas franceses que assistia à evolução do incêndio junto à Pousada dos Vinháticos.

Perante a explicação de que foi feito um estudo e que no próximo ano já será possível usar meios aéreos, os turistas alertam para o óbvio: mas este ano é que há incêndios.

A reação de espanto foi comum esta tarde perante a impossibilidade de fazer chegar viaturas ou homens aos locais onde o incêndio devora a mancha florestal.

O fogo começou ontem, na Ribeira da Tabua e desenvolveu-se ao longo das encostas das serras do Paul.

No local, estão sete corporações de bombeiros com mais de 40 homens.