Rua das Hortas: Criança de oito anos, filha de uma das vítimas, assistiu ao tiroteio

Magno Rodrigues, proprietário do restaurante Sirius, estabelecimento onde aconteceu, esta madrugada, a tragédia, está sem palavras.

Diz que tudo aconteceu entre as 23h e as 23h30. Um grupo de cinco a seis pessoas convivia. Nesse grupo existia uma criança. O atirador abandonou a mesa (sem discussões) foi à rua e regressou com uma arma.

Atirou contra um homem de raça negra (mas está afastada a hipótese de racismo) e contra outro homem. O primeiro morreu no imediato com um tiro no peito. O segundo, conhecido por Nuno, levou um tiro na perna e foi transportado ao hospital.

O atirador saiu de imediato e deixou o pânico dentro do restaurante onde, além do proprietário, estava só mais uma empregada e um amigo do dono. O atirador não era cliente do Sirius, a vitima mortal, sim.

A criança, uma menina de 8 anos, é filha do homem que foi atingido na perna e assistiu a tudo. À volta nenhum negócio estava aberto.

A PSP e a EMIR foram chamadas de imediato.