Polícia fecha ruas e PJ investiga tiroteio no Funchal

Paulo Graça e Catarina Gouveia

Na sequência do tiroteio que aconteceu ao início desta madrugada na Rua das Hortas, no Funchal, que causou um morto e um ferido grave, o JM sabe que foi criado um perímetro de segurança e que um corpo permanecia no local, a aguardar a chegada do delegado de saúde.

A Polícia de Segurança Pública está na rua a garantir que ninguém passa no local do crime nem nas imediações, assegurando a segurança e o desenvolvimento da investigação, que está a cargo da Polícia Judiciária.

Há patrulhas a encerrar várias ruas no centro do Funchal, uma vez que, alegadamente, o atirador continua a monte.

Quanto ao segundo indivíduo atingido com arma de fogo, fonte hospitalar confirma a existência de ferimentos graves nos membros inferiores.