MP acusa casal de ter abusado de criança com deficiência

O Ministério Público (MP) acusou um homem e uma mulher de terem abusado sexualmente várias vezes de uma criança com deficiência durante o ano de 2015, indicou hoje a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGDL).

Segundo a PGDL, o MP requereu julgamento em tribunal coletivo dos dois arguidos pelos crimes de abuso sexual de crianças.

Aquele organismo do MP adianta que os dois arguidos sujeitaram, várias vezes durante o ano 2015, uma menor, na altura com 11 anos, mas com idade mental de cinco ou seis anos, a ter atos de índole sexual.

A PGDL refere que os factos ocorreram na casa da avó da menor, vizinha do casal, e na residência dos dois arguidos.

Neste caso, a mulher levava a criança para sua casa, aproveitando-se da relação de vizinhança e da convivência que mantinham com a avó da menor e a especial vulnerabilidade da vítima.

O homem está em prisão preventiva desde junho de 2016 e a mulher está sujeita à obrigação de se apresentar à autoridade policial da área de residência.

Lusa